FANDOM


(Adicionando categorias)
Linha 17: Linha 17:
 
'''Rudjek''' (c. 81 AEC - 48 AEC), também conhecido como '''A Garça''', foi o governante do [[Nomo de Saqqara]] e um membro da [[Ordem dos Anciões]].
 
'''Rudjek''' (c. 81 AEC - 48 AEC), também conhecido como '''A Garça''', foi o governante do [[Nomo de Saqqara]] e um membro da [[Ordem dos Anciões]].
   
Junto com seus co-conspiradores da Ordem, Rudjek planejava tomar total controle da região, e eventualmente do mundo, e impôr uma [[Nova Ordem Mundial|sociedade onde eles controlariam as massas]] através do artefato antigo localizado abaixo do [[Templo de Ámon]] em [[Siuá]] e da marionete deles, o Faraó [[Ptolemeu XII]].
+
Junto com seus co-conspiradores da Ordem, Rudjek planejava tomar total controle da região, e eventualmente do mundo, e impôr uma [[Nova Ordem Mundial|sociedade onde eles controlariam as massas]] através do artefato antigo localizado abaixo do [[Templo de Ámon]] em [[Siuá]] e da marionete deles, o Faraó [[Ptolemeu XIII]].
   
 
Em meio disso, Rudjek e os outros conspiradores acabaram sendo responsáveis pela morte do filho pequeno do [[Medjai|medjai]] [[Bayek]], [[Khemu]], causando a ira de Bayek. Rudjek foi o primeiro a ser perseguido pelo medjai vingativo, que o encurralou na [[Pirâmide Curvada de Seneferu]].
 
Em meio disso, Rudjek e os outros conspiradores acabaram sendo responsáveis pela morte do filho pequeno do [[Medjai|medjai]] [[Bayek]], [[Khemu]], causando a ira de Bayek. Rudjek foi o primeiro a ser perseguido pelo medjai vingativo, que o encurralou na [[Pirâmide Curvada de Seneferu]].

Edição das 19h16min de 18 de novembro de 2017

Íconedeera-OriginsÍconedeera-Templários

"Vamos achar você, cuidado ao dormir, vamos te matar!"
―Rudjek ameaçando Bayek[src]

Rudjek (c. 81 AEC - 48 AEC), também conhecido como A Garça, foi o governante do Nomo de Saqqara e um membro da Ordem dos Anciões.

Junto com seus co-conspiradores da Ordem, Rudjek planejava tomar total controle da região, e eventualmente do mundo, e impôr uma sociedade onde eles controlariam as massas através do artefato antigo localizado abaixo do Templo de Ámon em Siuá e da marionete deles, o Faraó Ptolemeu XIII.

Em meio disso, Rudjek e os outros conspiradores acabaram sendo responsáveis pela morte do filho pequeno do medjai Bayek, Khemu, causando a ira de Bayek. Rudjek foi o primeiro a ser perseguido pelo medjai vingativo, que o encurralou na Pirâmide Curvada de Seneferu.

Rudjek disse a Bayek que mesmo se ele o matasse, os outros membros da Ordem iriam encontrar Bayek e matá-lo facilmente no sono dele, e arremessou uma adaga em Bayek, que usou a máscara de Rudjek para aparar o arremesso. Furioso, Bayek declarou que ele não dorme, ele apenas aguarda, e que irá matar todos os envolvidos na morte de Khemu.

Bayek então enfiou a máscara com a adaga na cabeça de Rudjek, matando-o. Pouco tempo depois, o guarda-costa de Rudjek, Hypatos, tentou vingar seu mestre, mas também acabou morto pelas mãos de Bayek.

Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.