FANDOM


Íconedeera-OrganizaçõesÍconedeera-OcupaçõesÍconedeera-Organizações

"O primeiro Medjai era o protetor do Faraó. Mas agora, temos que proteger todo o povo egípcio. Não só protegê-lo, mas trabalhar pela sua saúde."
―Bayek ao seu filho Khemu, 49 AEC.[src]
Brasão Dourado - Medjai

Brasão dourado de "Medjai do Egito".

Os Medjai foram uma força paramilitar policial egípcia de elite que serviam como protetores de áreas no Egito de interesse Faraônico durante os períodos antigos do país. Eram os guardiões jurados do Faraó, do povo e da terra. Em seu auge, os Medjai eram extremamente respeitados e considerados a personificação de honra, coragem e dever. O brasão deles era marcado pelo Olho de Hórus, representando sua devoção à proteção do povo egípcio.

Entretanto, ao longo da Dinastia Ptolemaica, os Medjai decaíram muito com a intensificação da cultura grega, sendo substituídos pelos impiedosos Phylakes e corruptos Phylakitai na área de proteção e policiamento, respectivamente. No ano de 49 AEC, Bayek de Siuá era um dos últimos membros da Ordem, junto com Hepzefa e sua esposa Aya, mas esta deixou a Ordem ao partir para Alexandria.

Com o início da Guerra Civil Alexandrina, Cleópatra apelou ao senso de dever de Bayek e convenceu ele a ficar ao lado dela no conflito, atribuindo-lhe o título de "Medjai do Egito", o mais alto cargo da Ordem. Após a morte de Hepzefa e o fim do conflito, Bayek verdadeiramente tornou-se o último Medjai, mas ele renunciou este título para focar no desenvolvimento dos Ocultos, os precursores da Ordem dos Assassinos.

ApariçõesEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.