FANDOM


Íconedeera-Origins

Mênfis foi uma antiga cidade egípcia, localizada na embocadura do delta do Nilo, que serviu como a capital do Império Antigo e continuou sendo uma importante cidade nas milênias seguintes, até colapsar e ser abandonada no Século VII. As ruínas de Mênfis são um dos lugares mais famosos do Egito, considerados patrimônio mundial.

Durante os últimos anos da Dinastia Ptolemaica, Mênfis sofria de uma terrível maldição causada pela Ordem dos Anciões através de um de seus membros, O Lagarto. Os Medjai de Siuá, Bayek e Aya, e o Sumo Sacerdote de Ptá, Pasherenptah, colaboraram para derrubar o Lagarto e restaurar a grandeza da cidade. Nessa mesma época, a primeira sede da Irmandade dos Assassinos foi estabelecida em Mênfis por Bayek e os Ocultos.

HistóriaEditar

Mênfis foi fundada em cerca de 3000 AEC, pelo Faraó Menés, e permaneceu como a capital do Egito até cerca de 2000 AEC, com o fim do Império Antigo, quando a cidade de Tebas tornou-se a nova capital. O deus Ptá era a figura religiosa mais forte de Mênfis, com o Grande Templo de Ptá erguendo-se e tornando-se uma das principais estruturas da cidade. O Sumo Sacerdote de Ptá era uma figura religiosa e política importante na cidade, e geralmente haviam longas linhagens deles na cidade.

Na época da Dinastia Ptolemaica, Mênfis começou a decair pouco a pouco, com a chegada de divindades gregas, a fundação de Alexandria e os impostos e regras políticas, militares e econômicas novas, além da enorme preferência dos governantes gregos pela nova capital.

Nos últimos anos da mesma dinastia, em cerca de 50 AEC, a misteriosa Ordem dos Anciões estabeleceu um controle firme sobre Mênfis através de um de seus membros, O Lagarto, que pôs uma "maldição" sobre a cidade por vários métodos, poluindo o ar, favorecendo traficantes, causando a letargia do Touro Ápis, a infertilidade da esposa de Pasherenptah, brutalidade renovada dos crocodilos e outras coisas.

Em 48 AEC, Pasherenptah, o Sumo Sacerdote, colaborou com Bayek e Aya para tirar a influência do Lagarto sobre a cidade e preparar a chegada da rainha exilada, Cleópatra. Bayek acabou com o tráfico de crianças de rua, a fetidez tóxica, a agressão dos crocodilos, a má-qualidade da comida, a doença do Touro Ápis e a infertilidade de Taimhotep. Identificando o sacerdote Hetepi como O Lagarto, Bayek matou-o, e ao mesmo tempo houve um discurso público de Cleópatra para o povo de Mênfis. O Festival de Ápis finalmente ocorreu pouco tempo depois.

Um ano depois, Bayek e os Ocultos estabeleceram sua primeira sede em um edifício de Mênfis.

MarcosEditar

ReferênciasEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.