FANDOM


Íconedeera-AC1Íconedeera-AC2Íconedeera-BrotherhoodÍconedeera-RevelationsÍconedeera-AC3Íconedeera-AC4Íconedeera-RogueÍconedeera-UnityÍconedeera-SyndicateÍconedeera-RenascençaÍconedeera-IrmandadeÍconedeera-RevelaçõesÍconedeera-A QuedaÍconedeera-BrâmanÍconedeera-AQVAÍconedeera-emdestaque

Ezio: "Vocês são... deuses."
Minerva: "Não. Não deuses. Nós simplesmente viemos antes."
―Ezio Auditore da Firenze e Minerva, sobre a natureza dos Isu, 1499.[src]
Trio 1

Três representantes dos Isu: Juno, Minerva e Jupiter

Os Isu,[1] conhecidos para a humanidade como a Primeira Civilização,[2][3] Aqueles Que Vieram Antes,[4] ou os Precursores,[5] e classificados como Homo sapiens divinus pela Abstergo Industries,[6] foram uma espécie antiga e avançada de hominídeos que estavam entre os primeiros conhecidos à chamar a Terra de seu lar.

ConhecimentoEditar

Eden-Slaves-Workshop

Apesar de várias crenças religiosas parecem ter sido baseados em aspectos e interpretações na Primeira Civilização, a sua existência era desconhecida para os humanos. No inicio do século 12 apenas dois grupos sabiam que a fé da humanidade, pelo menos a fé politeísta, era desnecessária, e que os milagres e outras coisas sobrenaturais eram apenas manifestações dos poderes das Peças do Éden; aparelhos criados pela Primeira Civilização para controlar a raça humana, apesar de ainda terem dúvidas a respeito disso. Porem não fica claro como os Assassinos e os Templários entendiam a origem dos Pedaços. No século 15 os Templários aparentavam ter conhecimentos errados sobre a Primeira Civilização, Rodrigo Borgia, por exemplo, estava errado sobre a natureza e talvez a existência da Primeira Civilização, ele também acreditava que na Vaultiria encontraria o Deus Cristão.

O primeiro caso conhecido de um ser humano tornar-se consciente de sua existência após o seu desaparecimento foi o de Altaïr Ibn-La'Ahad que os mencionou em seu Codex, no entanto, não seria até o ano de 1499 que os humanos iriam encontrar "Aqueles Que Vieram Antes" novamente; Ezio Auditore da Firenze, um assassino, encontrou um holograma de um ser auto-intitulado Minerva na Vaultiria, enquanto pode se presumir que Ezio contou a seus companheiros assassinos sobre Minerva, é possível que eles possam não ter entendido sua verdadeira natureza, o próprio Ezio cogitou a possibilidade dela ser uma espécie de deusa; O próprio Ezio demonstrou grande dificuldade em entender a explicação de Minerva sobre sua existência. No século 18 o Assassino Connor Kenway chegou a interagir com a membro da Primeira Civilização Juno, mas na ocasião ele pensou que era um espirito. Em 2012, os templários das Abstergo Industries tinham uma grande compreensão da real natureza dos "Aqueles Que Vieram Antes". Se eles aprenderam essa informação através do uso do Animus ou encontraram evidências de sua existência antes é desconhecido. No entanto, nenhum dos Assassinos vistos neste período indicaram que tinham conhecimento prévio da existência dos "Aqueles Que Vieram Antes" até Desmond reviver as memórias de Ezio.

História Editar

Relação com os humanos

Não se sabe muito sobre a origem da Primeira Civilização, Minerva a única que poderia explicar sua origem, diz apenas que eles vieram antes. Eles são caracterizados por criar a raça humana, o que prova que eles eram muito avançados tecnologicamente, e segundo Minerva, eles criaram a raça humana a sua imagem e semelhança para servirem de escravos. O Sujeito 16, diz que em suas pesquisas a Primeira Civilização alterou a forma genética de uma espécie já existente na Terra, deixando um “buraco” na cadeia evolutiva dos humanos. Eventualmente, apesar da humanidade e a primeira civilização viverem em paz por algum tempo, a guerra eclodiu. Possivelmente o resultado de pelo menos dois indivíduos imunes roubar uma Peça do Éden de seus mestres. O destino destes dois - Adão e Eva - de acordo com a sua tentativa é desconhecida, porém a humanidade e aqueles que vieram antes logo se viram em guerra uns com os outros. Enquanto aqueles que vieram antes eram tecnologicamente mais avançados e poderosos, a humanidade tinha a vantagem de números.

De alguma forma, as peças do Éden tinha perdido sua capacidade de influenciar a humanidade, seja através de desativação ou por imunidade natural dentro da raça humana, a causa da perda da capacidade de influenciar a humanidade permanece desconhecida.

A guerra acabou, com perdas jamais esperadas pela primeira civilização. A distração da guerra cegou a primeira civilização para tudo e sua preocupação com a guerra impediu de ver sinais de perigo iminente vindo dos "céus"; no momento que esse sinal foi percebido, já era tarde demais. Shaun Hastings e Lucy Stillman tem a hipótese de que esse "perigo" poderia ter sido uma enorme tempestade solar, que tinha causado o enfraquecimento do campo magnético da Terra, invertendo a sua polaridade e tornando o planeta geologicamente instável. Esta hipótese foi apoiada por evidências encontradas através de várias civilizações ao longo do tempo em todo o mundo.

Cidade
Embora ambas as raças sobreviveram à catástrofe, restaram poucos de ambas as espécies. Trabalhando juntas, elas reconstruíram seu mundo, embora a humanidade continuou a tratar os Isu como deuses. Apesar de sua sobrevivência, os Isu foram incapazes de se recuperarem totalmente e estavam seguindo à extinção. Eles sabiam no entanto, que a catástrofe que havia queimado seu mundo acabaria antes de reaparecer e assim eles tomaram providências para evitá-lo, fazendo a gravação de um holográfico, contendo uma mensagem interativa, para servir como uma advertência para aqueles que entrarem no Vault. Nele, Minerva alertou para o perigo iminente, e falou de Templos que poderiam salvar a Terra da destruição, construído por aqueles que "queriam afastar-se da guerra".

Endereçando a sua mensagem para o Assassino Desmond Miles, que estava vendo as memórias de seu ancestral Ezio Auditore da Firenze, Minerva advertiu que o tempo era curto, e que "a Cruz" estaria em seu caminho. Com a libertação da mensagem, os últimos vestígios da primeira civilização se extinguiu e os deuses se tornaram extintos.

CuriosidadesEditar

  • Apesar de desempenhar um papel importante no jogo, só aparece referências quando Warren Vidic menciona "Isso é um presente senhor Miles, d'Aqueles que Vieram antes..."no vídeo da verdade em Assassin's Creed II, e no vault.
  • O 16 diz que os assassinos são os filhos dos 2 mundos, mostrando várias pinturas de pessoas fazendo sexo com deuses, mas na verdade quem tem essa conexão sanguínea com os deuses ficam imunes aos efeitos das PoEs.

Referências Editar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.

Disclosure: Some of the links below are affiliate links meaning, at no additional cost to you, Fandom will earn a commission if you click through and make a purchase

Stream the best stories.

Disclosure: Some of the links below are affiliate links meaning, at no additional cost to you, Fandom will earn a commission if you click through and make a purchase

Get Disney+