Assassin's Creed Wiki
Advertisement
Assassin's Creed Wiki
Íconedeera-MemóriasÍconedeera-AC1


Interrogation (Interrogatório, em tradução livre) foi uma representação livre de uma das memórias genéticas de Altaïr Ibn-La'Ahad, revividas por Desmond Miles em 2012 através do Animus.

Descrição[]

Altaïr se deparou com um arauto exaltando Tamir. O Assassino viu isso como uma oportunidade de ganhar mais informações a respeito de seu alvo, e interrogou o arauto.

[]

Altaïr aproximou-se da plataforma da qual o arauto discursava, e começou a escutar.

  • Arauto: Ninguém conhece o homem melhor do que eu! Cheguem perto! Escutem o conto que preciso contar! De um príncipe mercador sem igual. Foi justo antes de Hattin. Os Sarracenos careciam de comida, e necessitavam de reabastecimento, mas não havia alívio à vista. Tamir dirigia uma caravana nesses dias, entre Damasco e Jerusalém. Mas os negócios recentes haviam sido precários. Parecia que não havia alguém em Jerusalém que queria o que ele tinha: frutas e vegetais de fazendas próximas. E então, Tamir partiu. Em direção ao norte e se perguntando o que seria de seus suprimentos. Em breve, eles certamente estragariam. Isso deveria ter sido o final deste conto, e da vida do pobre homem. Mas o destino desejava outra coisa. Enquanto Tamir dirigia sua caravana rumo ao norte, ele se deparou com o líder Sarraceno e seus homens famintos. Isto foi muito fortuito para ambas as partes, cada um tendo algo que o outro queria. Então Tamir deu sua comida aos homens, e quando a batalha acabou, o líder Sarraceno providenciou que o mercante fosse retribuído mil vezes! Alguns dizem que, se não fosse por Tamir, os homens de Salaḥ ad-Dīn teriam certamente se voltado contra ele. Seria esse homem a causa de nossa vitória na batalha?

Assim que o arauto encerrou seu discurso, Altaïr o seguiu até um local seguro, e o espancou, até que se rendesse.

  • Altaïr: Você parece saber o bastante sobre Tamir. Me diga o que ele planeja.
  • Arauto: Eu conheço apenas as histórias que conto, nada mais!
  • Altaïr: Uma pena. Não há razão para deixá-lo viver, se você não tem nada para oferecer em troca.
  • Arauto: Espere, espere! Há uma coisa!
  • Altaïr: Continue.
  • Arauto: Ele anda preocupado ultimamente. Tem supervisionado a produção de muitas, muitas armas.
  • Altaïr: E daí? Elas devem ser para Salaḥ ad-Dīn. Isso não me ajuda. O que significa que não ajuda você.
  • Arauto: Não, pare! Escute! Não são para Salaḥ ad-Dīn! Elas são para outra pessoa. Os brasões que essas armas carregam, eles são diferentes, pouco familiares. Parece que Tamir apoia outro, mas não sei quem.
  • Altaïr: Isso é tudo?
  • Arauto: Sim, sim! Eu lhe contei tudo que sei.
  • Altaïr: Então é hora de você descansar.

Altaïr rapidamente assassinou o arauto com um golpe no estômago, e deixou a área logo depois.

Resultado[]

Altaïr descobriu que Tamir estava preocupado em supervisionar um grande carregamento de armas para um cliente desconhecido.

Referências[]

Advertisement