FANDOM


Íconedeera-IndivíduosÍconedeera-Origins

"As pessoas clamam por ajuda, Bayek. Elas te ajudam se você ajudar elas."
―Hepzefa, falando com Bayek.[src]

Hepzefa (década de 80 AEC - 47 AEC) foi um Medjai em Siuá e um dos melhores amigos de Bayek, servindo como o protetor de Siuá na ausência dele.

BiografiaEditar

Nascido no vilarejo isolado de Siuá na década de 80 AEC, Hepzefa cresceu junto de seu melhor amigo, Bayek, que era o filho do Medjai local, Sabu. Com o tempo, Bayek foi treinando como Medjai e Hepzefa seguiu seus passos, tornando-se um lutador e protetor eficiente na vila. Ele também tinha conhecimento dos mascarados que causaram a morte de Khemu, o filho de Bayek, e serviu como protetor de Siuá enquanto Bayek estava ocupado caçando A Garça.

Quando Bayek retornou, Hepzefa forneceu informações sobre seu próximo alvo, O Íbis, que era o Oráculo de Ámon, Medunamun. Ele também passou alguns dos problemas maiores do vilarejo que Bayek poderia lhe ajudar, o que ele fez de bom grado. Após tirar a influência ptolemaica na vila, Bayek matou Medunamun e se despediu de Hepzefa, indo viajar pelo Egito para caçar os outros membros da Ordem.

Um ano depois, os dois líderes da Ordem, Flavius Metellus e Lucius Septimius, chegaram em Siuá com um efetivo romano e arrasaram a cidade, deixando alguns mortos, muitos feridos e várias ruínas. Quando eles estavam tentando abrir a Câmara no Templo de Ámon, Hepzefa tentou atacá-los, mas acabou morto.

A morte de Hepzefa foi sentida em todo o vilarejo, que fizeram uma cerimônia em sua honra. A espada usada por Hepzefa passou a ser usada por Bayek em sua caçada por Flavius.

Personalidade e característicasEditar

Hepzefa era um homem honrado e leal, servindo à causa nobre de proteger seu vilarejo, mesmo sem a ajuda de seu grande amigo Bayek. Ele conseguiu manter a ordem no lugar, mesmo com o surgimento de alguns problemas, mas quando Medunamun chegou, Hepzefa ficou em problemas e precisou da ajuda de Bayek para acabar com a influência sombria dele sobre Siuá.

Mesmo assim, ele era muito leal a Bayek e aos moradores da cidade, tendo corajosamente ido contra dois guerreiros muito mais bem equipados e treinados que ele para tentar proteger Siuá, sacrificando sua vida no processo. Além disso, ele era um lutador e investigador eficiente, conseguindo se virar em uma luta e criar um registro com todos os problemas siuanos.

Aparições em memóriasEditar

CuriosidadesEditar

  • A espada de Hepzefa tem o efeito "em chamas", sendo a única espada do jogo que possuí este efeito.
  • Hepzefa também era um Medjai, mesmo tendo menos treinamento e prestígio que Bayek.

ReferênciasEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.