FANDOM


Íconedeera-Ocupações

Altair se Misturando com os Estudiosos

Altaïr entre os Estudiosos

Estudiosos eram "homens santos" que geralmente vagavam pelas cidades em pequenos grupos durante a Terceira Cruzada, profundamente em orações. Em Jerusalém e Damasco, eram ascetas muçulmanos e usavam turbantes. Em Acre, eles eram monges cristãos e usavam capuzes.

Altaïr Ibn-La'Ahad aproveitou as semelhanças entre as suas roupas e as dos estudiosos para confundir os guardas. Ele também pôde incentivar o surgimento de grupos adicionais de estudiosos nas cidades e nos arredores das cidades ao salvar cidadãos do sexo masculino em perigo.

FunçõesEditar

Quando Altaïr se misturasse com os estudiosos, eles andariam em uma formação em formato de diamante ao seu redor. Isso evitaria Altair de ser visto de todas as direções, e assim os estudiosos poderiam ajudar Altair de duas maneiras diferentes.

Cada uma das entradas das três grandes cidades e alguns caminhos para áreas restritas eram bloqueados por uma falange de guardas, que empurrariam Altaïr para longe se ele tentasse entrar. Os estudiosos geralmente ficavam perto deles, permitindo que Altaïr entrasse facilmente na área restrita sem alarmar ninguém e evitar uma briga ao se juntar a eles. A razão disso foi que os guardas permitiram que os estudiosos passassem sem contestação, concedendo a Altaïr fácil acesso sem subir em edifícios ou lutar.

Se Altaïr estivesse sendo perseguido por guardas e conseguisse romper a linha de visão, ele poderia se misturar com os estudiosos e induzir os guardas a pensar que ele havia desaparecido. Para fazer isso, Altaïr se infiltraria no centro do grupo e começaria a andar com eles, abaixando a cabeça e apertando as mãos para parecer como se estivesse rezando.

Se Altaïr estivesse fora da linha de visão dos guardas quando ele começasse a se misturar com os estudiosos, os guardas desistiriam da perseguição depois de alguns momentos. No entanto, se Altaïr ainda pudesse ser visto pelos guardas e ele tentasse se aproximar de um grupo de estudiosos, eles parariam suas orações e fugiriam aterrorizados, interrompendo sua formação.

HistóriaEditar

Em 1190, Altaïr se disfarçou de um estudioso, a fim de entrar no campo dos Cruzados que sitiava em Acre. [1]

O líder sarraceno Salāḥ ad-Dīn havia incentivado estudiosos a visitar e passar algum tempo nas cidades de Damasco e Jerusalém, motivo pelo qual os guardas da cidade sempre permitiam que, por extensão Altaïr, passassem pelos portões da cidade sem qualquer impedimento. [2]

Sibrand, líder dos Cavaleiros Teutônicos, e membro dos Templários, aderiu ao método de Altair de se misturar em meio aos estudiosos e publicamente maltratou e assassinou um estudioso Cristão, acusando o homem de trabalhar com os Assassinos. O corpo do estudioso foi então jogado ao mar. [3]

Enquanto estava em Ciprus, Altaïr não conseguiu se infiltrariar em áreas em que não havia Estudiosos, como Limassol, Castelo Kantara, Castelo de Bufavento, Castelo de Santo Hilário e o Arquivo Templário, pois a presença de um "Estudioso" solitário causou suspeita.[4]

Séculos mais tarde, ocasionalmente, monges cristãos podiam ser encontrados vagando pelas ruas e zonas rurais durante a ItáliaRenascentista, como dentro do monastério Monte Oliveto Maggiore. Embora Ezio Auditore da Firenze tenha sido capaz de se misturar com entre a multidão, em 1497 ocorreu um incidente dos remanescentes estudiosos, no qual ele se misturou a um grupo de monges para passar pelos portões da cidade e entrar em Florença durante a Fogueira das Vaidades[5]

Curiosidades Editar

  • Uma Conquista pode ser obtida ao se misturar com estudiosos 20 vezes.
  • Altaïr normalmente não podia matar estudiosos usando armas; no entanto, jogá-los na água os faria se afogar.

ApariçõesEditar

ReferênciasEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.

Fandom may earn an affiliate commission on sales made from links on this page.

Stream the best stories.

Fandom may earn an affiliate commission on sales made from links on this page.

Get Disney+