FANDOM


Íconedeera-Origins

Logopequenodawikipédia

Cirene foi uma cidade grega da Antiguidade e a capital da província de Cirenaica, localizada no vale fértil de Jebel Akhdar, onde hoje seria a Líbia Ocidental. Era a mais antiga e mais importante das cinco cidades gregas da região.

No último século AEC, Cirene, junto com o resto da região, foi dominada pelas forças da República Romana, e governada pelo Procônsul Flavius Metellus, um dos líderes da Ordem dos Anciões. Usando a Maçã do Éden, Flavius dominou a região com um punho de ferro, aumentando a presença militar e corrupção política, mas foi assassinado em 47 AEC por Bayek, que buscava vingar seu filho e libertar a cidade e a região.

HistóriaEditar

Fundada por colonizadores gregos liderados por Bato I em 630 AEC, Cirene foi uma cidade extremamente próspera nos séculos seguintes, e conseguiu derrotar os exércitos egípcios que buscavam dominar a região, estabelecer uma zona comercial lucrativa e se desenvolver bastante, sendo significativamente maior que as outras cidades da região. Entretanto, após a morte de Alexandre, o Grande, Cirene passou a ser parte do Reino Ptolemaico, e foi cedida em 96 AEC aos romanos.

Sob o controle dos romanos, Cirene e o resto da região foram governadas pelo Procônsul Flavius Metellus, que controlava a região com o punho de ferro militar do General Agripa e controlava a capital com a corrupção política do magistrado Leander. Em 47 AEC, Flavius usou sua recém-adquirida Maçã do Éden para aumentar ainda mais o controle sobre a cidade, hipnotizando oradores, políticos e outras figuras influentes.

Felizmente, naquele mesmo ano, o Medjai Bayek chegou em Cirene, após ter matado Agripa, e colaborou com Díocles, Esminto, e outros honestos da cidade para acabar com a opressão de Flavius e as consequências da mesma. Eliminando Leander, resolvendo um caso de assassinatos brutais, defendendo alguns dos direitos abusados dos civis e salvando rebeldes, Bayek finalmente matou Flavius e confiou em Díocles e outros dois bons samaritanos da região, Vitrúvio e Praxilla, para fazer Cirene e a região prosperarem novamente.

Com o tempo, a escassez de produtos de exportação, insurreições étnicas brutais, opressão romana renovada, abandona da região por seus moradores, desastres naturais, métodos precários do governo e invasões fizeram com que Cirene se tornasse em uma ruína praticamente abandonada, sendo destruída definitivamente em algum ponto antes do Século 8. Díocles e os outros conseguiram fazer a cidade prosperar na época seguindo a morte de Flavius, mas com o passar dos séculos tudo piorou.

MarcosEditar

ReferênciasEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.

Fandom may earn an affiliate commission on sales made from links on this page.

Stream the best stories.

Fandom may earn an affiliate commission on sales made from links on this page.

Get Disney+