FANDOM


Íconedeera-Origins

No Egito Antigo na época da Dinastia Ptolemaica, grupos de cruéis saqueadores e criminosos egípcios viviam nas regiões desérticas do reino, atacando e saqueando caravanas, viajantes, comboios militares ou vilarejos pequenos. Alguns bandidos também viviam em grandes cidades como Alexandria, Mênfis e Crocodilópolis, geralmente trabalhando como assassinos ou mercenários para indivíduos poderosos.

HistóriaEditar

Em Siuá, um grupo de bandidos haviam tomado controle da Caverna de Amanai, onde se localizava a principal fonte de água do vilarejo. Em 48 AEC, Bayek limpou a caverna de bandidos e salvou os fazendeiros lá capturados, assegurando a hidratação do vilarejo.

Em Yamu, um grupo de bandidos estava colaborando com os comerciantes corruptos da cidade para vender múmias e outros artigos religiosos falsificados de baixa qualidade pelo mesmo preço, prejudicando o sacerdote Menehet no processo. Bayek, que era um velho amigo de Menehet, ajudou ele a resolver o problema.

Na área leste do delta do Nilo, um grupo de bandidos haviam saqueado uma pequena vila e capturado o protetor local, Meketre. Bayek falou com os aldeões sobreviventes e colaborou com eles para resgatar Meketre e exterminar o bando de bandidos.

Na região de Gizé, grupos grandes e sanguinários de saqueadores dominavam a área totalmente, influenciados por um membro misterioso da Ordem dos Anciões, A Hiena. Bayek também matou o líder principal deles, um homem conhecido como "o Cavaleiro", e logo em seguida assassinou a Hiena.

Na região de Faium, um grupo destacadamente grande de bandidos do deserto liderados por um homem conhecido como o Filho de Rá assolavam a vila de Dionísias, saqueando e queimando fazendas e atacando seus moradores. Em 48 AEC, Bayek ajudou Rahotep e Zahra, dois protetores locais, em combater o bando de bandidos, matando o líder deles e salvando vários guerreiros capturados.

ReferênciasEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.