FANDOM


(Criou página com '{{Era|AC1|AC2|ACB|ACR}} {{Infobox de Facção |nome = Arautos |imagem = AC1 Render de Masun.png |site = |ocultaro = |fundador = |líder ...')
 
Linha 31: Linha 31:
 
Em [[Constantinopla]] naquele tempo, arautos falavam da disputa entre os [[Império Otomano|Otomanos]] e [[Império Bizantino|Bizantinos]] pela cidade e região. Assim como na Itália, Ezio podia subornar arautos com 100 akçe.
 
Em [[Constantinopla]] naquele tempo, arautos falavam da disputa entre os [[Império Otomano|Otomanos]] e [[Império Bizantino|Bizantinos]] pela cidade e região. Assim como na Itália, Ezio podia subornar arautos com 100 akçe.
   
===Arautos notáveis===
+
==Arautos notáveis==
 
*[[Masun]]: Arauto de [[Masyaf]] durante a [[Terceira Cruzada]].
 
*[[Masun]]: Arauto de [[Masyaf]] durante a [[Terceira Cruzada]].
 
*[[O Pregador]]: Um dos tenentes de [[Girolamo Savonarola]].
 
*[[O Pregador]]: Um dos tenentes de [[Girolamo Savonarola]].
   
===Referências===
+
==Referências==
 
*''[[Assassin's Creed]]''
 
*''[[Assassin's Creed]]''
 
*''[[Assassin's Creed II]]''
 
*''[[Assassin's Creed II]]''

Edição das 21h17min de 25 de maio de 2017

Íconedeera-AC1Íconedeera-AC2Íconedeera-BrotherhoodÍconedeera-Revelations

Arautos eram civis que informavam notícias, anunciamentos e advertências às populações de cidades. Eles começaram a aparecer após a falta de um sistema efetivo de divulgação pública, e foram os precursores do sistema de comunicações atual.

História

Arautos surgiram devido a falta de um sistema de divulgação pública, e com o tempo tornaram-se a principal fonte de notícias, anunciamentos e advertências do povo. No entanto, já que eles eram a única fonte informativa do povo, arautos muitas vezes espalhavam propaganda ou mentiras, subornados por indivíduos poderosos.

Isto era bem comum durante a Idade Média, especialmente na Terra Santa durante a Terceira Cruzada, um tempo de guerra e embate de opiniões. Arautos estavam principalmente presentes nas grandes cidades de Jerusalém, Acre e Damasco, embora em Masyaf existisse um único arauto: Masun.

Embora muitos arautos falassem sobre as notícias da guerra ou sobre os líderes de cada lado, Saladino e Ricardo, Coração de Leão, uma quantidade boa também eram subornadas por pessoas poderosas locais para entregar informações falsas e propaganda sobre eles. O Assassino Altaïr Ibn-La'Ahad interrogou muitos arautos durante sua caçada aos nove Templários, indivíduos poderosos que controlavam as cidades.

Nas cidades italianas, durante a Renascença, arautos geralmente falavam sobre doenças, como a Peste Negra, ou sobre acontecimentos recentes. No entanto, arautos começariam a falar contra o Assassino Ezio Auditore da Firenze quando a notoriedade dele aumentava, e podiam ser subornados com 500 florins para falar sobre outros assuntos.

Em Constantinopla naquele tempo, arautos falavam da disputa entre os Otomanos e Bizantinos pela cidade e região. Assim como na Itália, Ezio podia subornar arautos com 100 akçe.

Arautos notáveis

Referências

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.