FANDOM


AssassinsCreedIIGame 2010-11-10 09-42-01-21

Adão e Eva fugindo, perceba que além do kilimanjaro estar no fundo, é muito dificil ver o rosto de Adão.

Adão e Eva, são dois humanos mostrados no vídeo da verdade(desbloquado ao encontrar todos os Subject's 16 videos). Eles se rebelaram contra "Aqueles Que Vieram Antes", e estavam fugindo.No video eles usam o free-runnig para fugir, de alguém ou algo, escalando uma série de prédios futuristas, subindo em apoios, quebrando um vidro, logo depois de começar a escalar a parte feita de vidro do prédio, eles vêem Minerva com uma das Piece of Eden, mais especificamente a maça, controlando outros humanos.

Eles são vistos vestindo uma espécie de segunda pele, os deixando quase nús, quando chegam no telhado do prédio, mostra o detalhe do Kilimanjaro, o que confirma que os humanos vieram originalmente da África de acordo com os cientistas.

Logo depois vemos Eva segurando uma PoE, e depois ela diz "Cuidado!" para Adão, pois a coisa que estava atrás deles havia chegado.Em seguida vemos um Código Binário que diz:

01000101 = E


01000100 = D


01000101 = E


01001110 = N

Pelo jeito os dois parecem que acharam por acidente a maça, e assim foi a perda da inocência, ou seja, suas mentes ja não são controladas pelos pelos que vieram antes.Assim, depois da fuga, provavelmente outros foram libertados, ou se reproduziram, e assim ouve a primeira guerra, onde não ouve vencedores pois existiam muitos humanos, apesar de não serem fortes, e poucos como Minerva, que eram extremamente poderosos.Também pode ser que eles tenham recebido uma PoE de um dos que vieram antes, por que ele poderia não concordar com o que estão fazendo.Provavelmente Plutão, deus romano do submundo, pois sempre haviam história de brigas entre deuses e eles se traindo.

O 16 também mostra nos Glyphs que os humanos foram feitos para obedecer as PoEs, mas alguns não são controlados, não por que tinham uma PoE, e sim por que tinham um neurotransmissor que não é/é ativo, quando os templários descobriram sobre esse, disseram que não sabiam pra que servia, mas foi desenvolvido em humanos (não se sabe se ele é ativo ou não pois tentaram estimula-lo de todos os jeitos e não conseguiram).Mas a hipótese mais convincente, que também aparece dos Glyphs, é que ao longo do tempo, assim como em varias história de todo o mundo, os que vieram antes tiveram relacionamentos com os humanos, nascendo assim "semi-deuses" ou imunes as PoEs.

Isto tambem indica que Altair, Ezio, Connor e Desmont, são semi-deuses e por isto a eagle vision adiquirida por eles.


Na bíbliaEditar

Segundo a Bíblia e o Alcorão, Adão e Eva foram o primeiro casal criado por Deus. Adão (do hebraico אדם relacionado tanto a adamá, solo vermelho ou do barro vermelho, quanto a adom, "vermelho", e dam "sangue") é considerado dentro da tradição judaico-cristãe islâmica como o primeiro ser humano, uma nova espécie criada diretamente por Deus. Teria sido criado a partir da terra à imagem e semelhança de Deus para domínio sobre a criação terrestre.

Tal como Adão, Eva também foi criada directamente por Deus da costela de Adão. Algumas pessoas consideram que a palavra tsella foi erradamente traduzida por costela. O nome Eva deriva do hebraico hav.váh, que significa "vivente", e teria sido dado pelo próprio Adão. No grego, é vertido por zoé, que significa "vida", e não bios. Nisto estará implícito a ideia da maternidade . O papel atribuído à mulher era de submissão ao homem e a sua vontade.

Adma Eve

Eva, e mais tarde Adão, teriam comido o fruto proibido da árvore da ciência (do "conhecimento do bem e do mal") criada por Deus, e após o ocorrido, de acordo com a tradição cristã toda a humanidade ficou privada da perfeição e da perspectiva de vida infindável. Surgiria para os cristãos aqui a noção de pecado herdado - tendência inata de pecar - e a necessidade de um resgate da humanidade condenada à morte. Após comerem do fruto proibido, Adão e Eva tiveram ciência de que andavam nus e, por isso, esconderam-se ao notar a presença de Deus no Jardim do Éden.Deus os expulsou do jardim do Éden, e os deu roupas de pele animal.

Adão e Eva foram pais de Caim, Abel, Sete, e mais outros filhos e filhas. Segundo Gênesis 5:5, Adão teria vivido 930 anos, alcançando atéLameque, pai de Noé, a oitava geração de sua descendência.

Visão JudaicaEditar

De acordo com a visão rabínica, o homem, ao ser criado à imagem e semelhança de Deus, estaria sendo assim um microcosmo das forças da criação, argumento do qual se ocupa maior parte da Cabala. Para Maimônides, apenas o homem apresenta livre-arbítrio um atributo considerado divino. Rashi explica que a imagem e semelhança trata-se de um arquétipo conceitual, modelo ou plano que Deus teria feito para o homem e incorporado no que é chamado de homem primordial Adam Kadmon.

Visão CristãEditar

A Igreja Católica, assim como muitas outras religiões chamadas cristãs, condena o poligenismo, ou seja, que teriam existido vários casais humanos que deram origem a todo o resto da humanidade. A Igreja não condena, entretanto, a teoria da evolução, pois a forma com que surgiu a matéria corpórea não faz parte do depósito de féda Igreja. A Igreja deixa aberta esta discussão, segundo a Carta Encíclica Humanis Generis, desde que o fiel creia que em algum momento Deus concedeu ao homem umaalma, que o diferenciou dos outros animais. Ainda segundo a Carta Encíclica Humanis Generis, o poligenismo não está em discussão, visto que esta idéia não se harmoniza com a explicação do pecado original, que foi cometido por apenas um homem. Sendo assim, a Igreja ensina a todos os fiéis que Adão e Eva são verdadeiramente os únicos primeiros pais da humanidade, criados por Deus, a quem Ele concedeu uma alma, e que foram criados em estado de graça, mas que havendo o desejo de tornarem-se como o seu criador, pecaram por desobediência e foram destituídos da graça santificante, fazendo com que toda humanidade caísse. Esta graça, segundo o que ensina a Igreja Católica, foi concedida novamente através do Batismo estabelecido por Cristo.

Ainda há outras correntes cristãs, que acreditam numa leitura mais literal da Bíblia, e portanto também crêem na existência real dos personagens Adão e Eva, assim como mencionados no relato da criação.

Adão e Eva como parábolaEditar

Alguns teólogos tem procurado conciliar a história de Adão e Eva com a Teoria da Evolução.

Teilhard de Chardin foi um padre jesuíta, teólogo, filósofo e paleontólogo francês que logrou construir uma visão integradora entre ciência e teologia. Através de suas obras, legou-nos uma filosofia que reconcilia a ciência do mundo material com as forças sagradas do divino e sua teologia. Disposto a desfazer o mal entendido entre a ciência e a religião, conseguiu ser mal visto pelos representantes de ambas. Muitos colegas cientistas negaram o valor científico de sua obra, acusando-a de vir carregada de um misticismo e de uma linguagem estranha à ciência. Do lado da Igreja Católica, por sua vez, foi proibido de lecionar, de publicar suas obras teológicas e submetido a um quase exílio na China.

"Aparentemente, a Terra Moderna nasceu de um movimento anti-religioso. O Homem bastando-se a si mesmo. A Razão substituindo-se à Crença. Nossa geração e as duas precedentes quase só ouviram falar de conflito entre Fé e Ciência. A tal ponto que pôde parecer, a certa altura, que esta era decididamente chamada a tomar o lugar daquela. Ora, à medida que a tensão se prolonga, é visivelmente sob uma forma muito diferente de equilíbrio – não eliminação, nem dualidade, mas síntese – que parece haver de se resolver o conflito."

O Padre Ariel Álvarez Valdez sustenta que trata-se de uma parábola composta por um catequista hebreu, a quem os estudiosos chamam de “yahvista”, escrita no século X AC, que não pretendia dar uma explicação científica sobre a origem do homem, mas sim fornecer uma interpretação religiosa, e elegeu esta narração na qual cada um dos detalhes tem uma mensagem religiosa, segundo a mentalidade daquela época.

John F. Haught, filósofo americano criador do conceito de Teologia evolucionista, diz que "o retrato da vida proposto por Darwin constitui um convite para que ampliemos e aprofundemos nossa percepção do divino. A compreensão de Deus que muitos e muitas de nós adquirimos em nossa formação religiosa inicial não é grande o suficiente para incorporar a biologia e a cosmologia evolucionistas contemporâneas. Além disso, o benigno designer [projetista] divino da teologia natural tradicional não leva em consideração, como o próprio Darwin observou, os acidentes, a aleatoriedade e o patente desperdício presentes no processo da vida”, e que “Uma teologia da evolução, por outro lado, percebe todas as características perturbadoras contidas na explicação evolucionista da vida”, sobre as idéias de Richard Dawkins, Haught declara que: “A crítica da crença teísta feita por Dawkins se equipara, ponto por ponto, ao fundamentalismo que ele está tentando eliminar”.
X1pNWjjkHJ3o wI0isKxXJ5RSXI1D1MjtHNHiXFeDOjK-VxhLHxSEzAUD6hdaCHkFqIEdkJoDHH9JOWF5OvdZeHA1sZHA0MD-e5sa4sc0a-wfHYms8wRbK2QIROBhI28-kQ41jqHAI4GFI

Adão e Eva sendo expulsos.

Ilia Delio, teóloga americana, sustenta que a teologia pode “tirar proveito” das aquisições de uma ciência que vê na “mutação” o núcleo essencial da matéria.

O Rabino Nilton Bonder sustenta que: "a Bíblia não tem pretensões de ser um manual eterno da ciência, e sim da consciência. Sua grande revelação não é como funciona o Universo e a realidade, mas como se dá a interação entre criatura e Criador"(Continue Lendo)

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.

Fandom may earn an affiliate commission on sales made from links on this page.

Stream the best stories.

Fandom may earn an affiliate commission on sales made from links on this page.

Get Disney+